• SOMOS FRUTOS DA IGUALDADE. ATÉ QUANDO?





    Infelizmente casos como esse da concessionária insistem em acontecer todos os dias país afora. Para você que não sabe do que estou falando trata-se de um caso de preconceito racial motivada por um vendedor de carros.

    Enquanto os pais estavam escolhendo um carro mais amplo para a família em uma concessionária BMW, o filho do casal, negro (é bom que se frise), dirigiu-se a uma sala para assistir TV, quando de repente o gerente da loja despachou o menino com uma atitude preconceituosa, dizendo que ali não era lugar para ele.

    Para encurtar a história, os pais fizeram uma campanha no facebook. E a pergunta que insiste em ressoar: até quando casos como esse serão destaque na mídia?

    A meu ver segundo as minhas observações é que somos frutos da igualdade. Sim, é a igualdade que promove qualquer tipo de preconceito.

    Quando falamos que desejamos ser igual a outra pessoa, inconscientemente estamos sendo preconceituosos com nós mesmos.

    Quando alguém não condiz com a igualdade do grupo ele logo será exterminado, aniquilado, limado de vez. Podem observar que isso acontece na grande maioria dos grupos. Quando alguém não participa do grupo e não está em pé de igualdade com os demais isso é um grande problema.

    Não vou muito longe, basta observar a história do patinho feio, um patinho que era rechaçado pelos demais que eram belos e ele era feio, ou seja, foi dispensado devido não ter se encaixado na igualdade do grupo.

    Outra história também me veio à cabeça: a dos cisnes brancos. Havia um grupo de cisnes brancos que se davam muito bem, mas quando chegou um cisne negro, trataram que eliminá-lo sumariamente. Porque? Porque a igualdade prevaleceu.

    Atitudes como essa só fazem reafirmar o quanto somos atrasados culturalmente. O quanto isso nos faz mal. 

    Portanto não devemos ser igual a alguém, pois é essa igualdade que causa o preconceito, devemos ser diferentes e nos prevalecer disso, sempre! A diferença é a força motriz para o nosso desenvolvimento.
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;