• CRITIQUE-ME E SERÁS...CRITICADO




    Quase ninguém gosta de ser criticado não é verdade? Só que hoje estou aqui para defender a crítica com todas as minhas forças, até mesmo porque ela merece esse crédito.

    A crítica hoje vem refestelada como um paradigma a ser quebrado. Sei que antes da minha defesa reconheço que não é fácil ser metralhado com uma crítica que muitas vezes vem a galope.

    Mas acredite: a crítica é a melhor das soluções. Criei uma frase que diz assim: o elogio mal intencionado poderá de arruinar, mas a crítica sempre irá te salvar.

    O elogio é que te derruba, o mal intencionado claro, mas e como saber qual é bem intencionado e mal intencionado? Esta pergunta é que nos leva a frase acima, por isso que a crítica é a variante positiva nesta história, por incrível que pareça. Ela sempre será uma crítica!

    E digo mais, por mais que um elogio possa parecer bem-vindo ele vem carregado na tinta para dar aquela massageada no ego, pois sejamos sinceros, muitas vezes é um alento para a alma.

    Ninguém critica alguém sem a intenção de melhorar o que está sendo criticado, se fosse diferente ninguém diria nada, deixaria que você mesmo observasse o erro. Seria indiferente.

    A indiferença não faz parte da crítica, muito pelo contrário, ela soma critérios cada vez mais específicos para justamente chegar no ponto alto do que está sendo analisado.

    Não é à toa que muitas pessoas do meio artístico querem ser elogiadas pela crítica, isso é comum, enquanto “nós” queremos ser elogiados não pela crítica mas ter o elogio por si só.

    Portanto quando alguém gasta seu latim conosco nos criticando, devemos antes de tudo ser gratos pela atitude que ela teve. Uma atitude digna.

    Tem outro ponto que eu desejo salientar aqui nesta conversa, sobre a crítica ser uma espécie de inveja que desperta no outro. Bem, minha opinião a respeito disso diz que é mais uma admiração enrustida do que a inveja propriamente dita.

    Sinta-se bem ao ser criticado. É claro que deixei para dizer isso no final do texto, pois ela deve ser fundamentada, a crítica por si só também não vale como um elogio nivelado, ela deve ser articulada, a ponto do interlocutor saber o motivo e ter condições de arcar com tal comentário.

    Isso significa que algo está errado e necessita ser melhorado, precisa-se de um reparo. A crítica é verdadeira, agora o elogio... Este sim, é traiçoeiro e vacilante. Cuidado com ele. 
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;