• O PODER DO SILÊNCIO



    O silêncio é uma arma devastadora. Quando se pensa que não está sendo dito nada, diz-se tudo. Como bem disse Confúcio: o silêncio é um amigo que nunca trai.

    Indo por essa lógica quando somos acachapados com injúrias e blasfêmias a melhor saída é o silêncio. Sei que é uma saída um tanto quanto difícil, haja vista o esforço que devemos empreender para não desferirmos o primeiro golpe de misericórdia com ela: a língua.

    A língua e o silêncio obviamente são inimigos mortais, pois um quer contrapor o outro. O silêncio por mais sóbrio que possa parecer diz mais do que mil palavras.

    É essa expressão da realidade que devemos apurar a todo instante, de quando calamos não queremos por vezes uma discussão infundada em conceitos retrógrados e vazios.

    O consentimento de calar reflete uma dádiva divina, a máxima de Cristo de que Ele só argumentou o necessário e jamais feriu ninguém com suas palavras.

    Somos altamente mal interpretados, principalmente nesse mundo virtual, por isso que se soubéssemos quantas e quantas vezes as nossas palavras são mal interpretadas, haveria muito mais silêncio neste mundo.

    Silenciar não significa se abster das preocupações ou temeridades deste planeta, muito pelo contrário, silenciar significa recorrer ao seu íntimo para busca de uma melhor compreensão de nossos anseios.

    Quem cala consente? Não, nem sempre esta frase está correta. Quem cala não quer perder tempo com discursos vazios e cheios de proselitismos.

    Quem silencia muitas vezes fica surpreso com uma reação que não esperava, seja para o bem, seja para o mal.

    Quem silencia está mais amadurecido com as circunstâncias vividas. Aquela pessoa que te magoou, quando deres como resposta o silêncio, verá que ficará muito mais enobrecido e sairá melhor da situação.

    Ao passo que aquele que esbraveja perde a principal lição da vida que é o amadurecimento interior, a paz de espírito, e isso ninguém pode nos tirar.

    Em jogos de futebol quando falece alguém de renome, temos um minuto de silêncio, mais um exemplo de como silenciar é um gesto célebre e honroso com os demais.


    Por isso que nem sempre o silêncio é algo ruim, calar na medida certa nos encoraja a alcançar o impossível, honra a você e ao outro. Por isso neste momento deixo a você caro leitor o meu respeitoso silêncio.
  • Você pode gostar também

    Um comentário:

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;