• E QUANDO O SALGADO SE TORNAR INSOSSO?



    É muito comum em nossas vidas crer que algo não tem mais solução quando tudo desmorona sob nossas cabeças, e é aí que tudo que estava às mil maravilhas torna-se um pedregulho sem fim.

    Essa história de dizer que aquele fulano é forte ou indestrutível para os duros golpes que a vida nos proporciona é uma grande farsa, pois somos todos fracos, mas podemos nos tornar fortes em Deus.

    É aí que está nosso ponto de equilíbrio de sustentáculo divino, para não nos tornarmos meros atores coadjuvantes no espetáculo chamado vida.

    Quando menos se espera vem a depressão e nos pega de surpresa, quero dizer, de surpresa não porque ela mostra suas facetas mais ardilosas dia após dia.

    São os quatro D’s que tornam a vida que era salgada insossa: Desânimo, Desalento, Desesperança e Desamparo.

    Esse texto não é um mero texto de autoajuda, mas um texto para que você que está passando por todo esse problema de aridez na sua vida possa abrandar mais ainda o seu coração.

    Pois a falta de perspectiva não se estabelece somente na falta, mas também pelo excesso.

    Excesso de estresse, de raiva e principalmente excesso de passado, pois o passado faz com que vejamos que o que passou era melhor do que o que está acontecendo hoje.

    Mas essa é uma grande e tenebrosa ilusão, haja vista que se quisermos retornar a algum lugar do passado temos que retornar as benesses que ele nos proporcionou, mas também as tristezas.

    E é aí que está o pulo do gato no mau sentido. Quando queremos retornar ao passado para adquirir somente as coisas boas ele vem com uma enxurrada de coisas ruins, de malefícios que só nos contamina.

    Ou melhor, os dois lados nos contaminam, sabe porquê? Porque quando lembramos das benesses da vida queremos que ela volte, mas isso é impossível a menos que se crie uma máquina do tempo, e isso é torturante.

    Nossas vidas caro leitor já é salgada por demais, com problemas que aparecem a cada dia, com ideias que surgem em nossas mentes que muitas vezes não são nada interessantes, com pensamentos destrutivos...

    Devemos ser sal da terra e luz do mundo.

    Nossa vida não pode nem deve se tornar insossa, pois essa falta de estímulo requer uma dose mesmo que seja homeopática da palavra vivificadora de Deus.

    Por mais que tudo possa desmoronar o escudo do Pai Celestial nos reconfortará e nos protegerá dos malefícios que as potestades possam vir a nos atacar.

    Por isso seja confiante quando o lundu ou depressão como queira chamar quiser atingir você, lembre-se que não somente de pão vive o homem mas também da palavra de Deus.

    Hoje tive vontade de escrever este texto com esses pensamentos de encorajamento, espero ter encorajado você de alguma maneira.

    Que Deus o abençoe!


    Fraterno abraço e até a próxima.   
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;