• O QUE O TEMPO DISSE AO TEMPO? TUDO TEM SEU TEMPO...



    “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
    Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
    Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
    Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
    Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
    Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
    Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
    Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.”

    Eclesiastes 3:1-8

    Mais uma vez o Evangelho é muito claro diante das conjecturas em relação ao tempo e as suas circunstâncias no qual ele está inserido e também quando nós estamos.

    Ao que parece hoje, é que não possuímos mais tempo para nada, viver hoje virou um verdadeiro caos na imensidão da falta de tempo que nos impomos.

    O Evangelho nos diz que há tempo para tudo, e mais uma vez preferimos não escutar a palavra de Deus e fazer o nosso próprio tempo, com as nossas próprias mãos.

    A verdade caro leitor é que perdemos muito tempo tentando encontrar... Tempo. Nos matamos dia e noite, noite e dia para escarafunchar algumas horas, minutos e até mesmo segundos da nossa preciosa vida em busca de algo fortuito que nos faz perder tempo.

    Nos matamos de estudar, horas e horas por dia para conseguirmos um emprego e nele acumular nossas benesses cotidianas, mas e aí vem a pergunta: cadê o tempo?

    Você pode até ter dinheiro, isso pode até ser inegável, mas onde está a tranquilidade para gastá-lo, para usufruí-lo da melhor maneira possível?

    Os amigos? A os amigos... Esses no qual já escrevi aqui no blog são uma forma de Deus estar com a gente, perderam-se no tempo, com o passar dos anos. Foram-se, devido a nossa falta de tempo.

    Acumulamos cargas e mais cargas cotidianas dos malefícios vividos e não nos acostumamos com o que há de melhor na vida: vivenciá-la.

    E só podemos vivenciá-la quando temos tempo para tal. Caso contrário apenas existiremos e não viveremos; seríamos como um dente-de-leão que é levado pelo vento e se encosta em tudo que lhe aparece pela frente.

    E sem contar que não podemos voltar ao tempo como na famosa máquina apresentada em literatura e em filmes científicos. Só esse segundo que você acabou de ler esta frase não poderá mais vivenciá-lo novamente. Não da mesma forma, com a mesma intensidade.

    Caro leitor, o que temos de mais precioso não é o dinheiro e sim o tempo que não volta mais. O presente, o agora, a tão famosa frase Carpe Diem(aproveite o dia de hoje) é muito sensata e ao mesmo tempo cruel.

    Sensata porque é através dela que podemos viver o que há de melhor no dia de hoje, e cruel porque se perdermos uma fração de segundo que seja podemos estar liquidados para sempre.

    Louvores e graças ao Santo Evangelho que é tão lúcido e atual como sempre. Plantemos hoje para colhermos amanhã. Reguemos hoje para que floresça no outro dia. Caso contrário perderemos nosso maior tesouro: nosso precioso tempo.  


    Até a próxima.
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;