• MANIPULAÇÃO – A PIOR FORMA DE ESCRAVIDÃO



    Acredito que a manipulação é a pior forma de escravidão. Primeiro porque através do ato de manipular qualquer pessoa de forma bastante sutil queremos revelar outra face da história.

    A manipulação requer estratégias jamais vista. Ela faz com que você haja do jeito que ele ou ela quer. Funcionando desta forma como marionetes nas mãos dos ventríloquos.

    E essa forma de agir como já mencionei é feita de forma muito sutil, quase que de forma fantasma.

    Seja nas relações de amizade, na família, seja na mídia. A manipulação apresenta suas diversas facetas e se enquadra aí como uma forma de escravizar.

    Com base em artigos científicos, aqui estão quatro atitudes manipuladoras fáceis de identificar:

    1 – O poder do toque

    Um tapinha nas costas seguido por um contato visual pode levar uma pessoa a baixar mais a guarda.

    2 – A velocidade da fala

    Usar uma ideia que se plantou, insisto em dizer, de forma sutil na mente do interlocutor ajuda na manipulação.

    3 – Atenção a seu campo de visão

    Colocar um objeto na linha do olhar da outra pessoa ou mover algo ligeiramente mais perto de um alvo, por exemplo. Pelos mesmos motivos, acabamos escolhendo a primeira coisa que nos é oferecida.

    4 – Algumas perguntas plantam ideias

    Quando alguém faz uma sugestão e pergunta aos demais coisas como “Por que você acha que isso é uma boa ideia?” ou “Na sua opinião, quais as vantagens disso?”, está, na realidade, deixando os outros se convencerem a respeito de certas questões por conta própria.

    Pode parecer óbvio, mas fazer com que as pessoas reflitam a partir de ideias embutidas nas perguntas significa que elas ficarão mais confiantes em tomar decisões de longo prazo – mesmo não tendo sido ideia delas.

    E nem vou me estender muito a respeito da mídia não é? Algo que realmente vem acontecendo no país é o poder massificador da mídia de uma forma geral.

    Ela não só aliena como também deixa sementes de discórdia nas mentes das pessoas que acompanham noticiários e que de alguma maneira querem estar bem informadas. Mídia impressa também.


    Somo manipulados e de alguma maneira manipulamos alguém em alguma parte do tempo. Num eterno jogo de ventríloquos vence quem determina onde está a sua liberdade de escolha.
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;