• PAZ DE ESPÍRITO - Poesia



    Quando entro em oração
    Elevo meus pensamentos a Jesus
    Ao fazer uma boa ação
    Compartilho a minha cruz

    Sinto-me invadido por alegria plena
    Uma paz a reinar
    Doce e serena
    Coloco-me logo a repousar

    No espírito sublime
    Que logo vem me chamar
    E que nossos pecados redime
    No Santíssimo Sacramento do Altar

    Jesus misericordioso
    Um alento que faz meu coração palpitar
    O supremo espírito bondoso
    Que me leva a clamar

    Seu Santo nome concreto
    Ensina-me a amar
    E a ver de perto
    O doce perdão salutar

    Pois quando amo
    Oro infinitamente
    Agora clamo
    Pra amar desmedidamente

    Com paciência tudo se alcança
    Com carinho chegarei a suprema bondade
    Uma farta bonança
    De suprema caridade

    E ao avistar tamanha pontualidade
    De nos encontrarmos na capela
    Percebi grandiosa fidelidade
    Numa tarde fagueira e bela

    O Teu amor é incondicional
    Já o meu não verás todos os dias
    Um amor esponsal
    Alheio as revelias

    E ao encontrar Contigo novamente
    Ecoa um sonoro convite
    Foi plantada a semente
    A saber que tudo tem um limite

    E dizer um não àquilo que nos enjoa
    E partir para o confronto
    Pois aquilo que nos amaldiçoa
    Temos que por no fim um ponto

    E ao voltar sereno
    Sinto uma imensa paz de espírito
    Como um triângulo escaleno
    Que o círculo não pode estar circunscrito

    Como se a este mundo não mais pertencesse
    E fora dele estivesse
    Um redemoinho de interesse
    Que me faz escolher a messe

    De poucos operários
    De poucas abelhas fabricando o mel
    Que não reclama de salários
    Pois sabe que sua recompensa será no céu

    E ao beijar a Santa Cruz
    Sigo meus caminhos
    Do Santo Espírito que nos conduz
    A sempre me fazer lembrar da sua coroa de espinhos

    Coroa que mostrou a salvação
    Do redentor divino
    Um sangue que não foi em vão
    Do homem que se fez carne e se tornou eterno menino

    E ao contar minha história
    De transição linear
    Guardarei viva na memória
    A mensagem maior do verbo amar



    Randerson Figueiredo, 22/06/2017 às 00h11min.
  • Você pode gostar também

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
    - não relacionados ao tema do post;
    - com pedidos de parceria;
    - com propagandas (spam);
    - com link para divulgar seu blog;
    - com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;